5 Agosto, 2018

Apresentando os Açores | Introducing Azores

Live like a local

By In Açores, Ilhas

[Scroll down for English version]

 

Apresentar os Açores é um dos maiores desafios que me poderiam colocar, sendo um local que conhece há décadas estas ilhas.

“Num misto de memórias, paixão e emoção, o Viajante ilustrador decidiu iniciar uma seção paralela às crónicas, com uma versão em inglês, que procurará dar a conhecer o arquipélago dos Açores na perspetiva dos que aqui vivem (como gosto de dizer, dos nativos)! Vamos a isso :)”

 

O que é ser açoriano?

Os açorianos sempre sentiram uma identidade própria, que os distingue da restante população portuguesa.

Os Açores, mais do que uma alma mater, correspondem a uma força da natureza que emergiu contra os elementos, formando nove ilhas deslumbrantes, com as suas próprias características, mas com uma personalidade muito própria.

Com as descoberta das primeiras ilhas, entre 1427 e 1452, e com sua a colonização entre 1439 e 1485, o distanciamento do continente português fez com que os habitantes destas ilhas se remetessem ao isolamento, onde solidariedade comunitária e a religião católica assumiram papéis de destaque na definição do modo de vida e de tradições, e onde a agricultura e a pesca permitiam uma base de subsistência. Por esse motivo os Açores são considerados uma região ultraperiférica da União Europeia, especialmente em função do facto de ser uma região remota, insular e de pequenas dimensões, que sofre de constrangimentos ao nível climático, sistema de transportes de pessoas, bens e mercadorias, bem como ao nível de acesso à plenitude de bens e serviços.

Durante gerações, a resiliência e a vontade de mudar têm alcançado resultados incríveis. Com a instituição de um regime democrático no país, em 1975, começaram a desenvolver-se as infraestruturas essenciais (portos, aeroportos, sistema de saúde e de educação) e o mercado privado começou a dar os primeiros passos. Desde a liberalização do espaço aéreo, em 2015, o turismo tem crescido como nunca, e novos paradigmas, oportunidades e desafios têm surgido.

Ser açoriano é ser uma força da natureza, é ter uma paixão única pelas nossas ilhas e suas tradições.

Para visitar os Açores é também necessário assimilar este contexto e aceitar as suas imperfeições.

 

Arquipélago dos Açores – 9 ilhas

As nove ilhas do Arquipélago dos Açores situam-se em Portugal, são todas de origem vulcânica e encontram-se  em pleno Atlântico Norte, dispersas ao longo de uma faixa com cerca de 600 km de extensão de Santa Maria ao Corvo e sensivelmente entre 37° e 40° de latitude norte e 25° e 31° de longitude oeste. Residem 246 772 pessoas (dados de 2011) neste território insular de 2 325 km2, que está a uma distância de 1 600 km do continente europeu e 2454 km do continente norte-americano (Canadá).

Os Açores são uma região autónoma dotada de liberdade política e administrativa. Se procurares uma perspetiva mais detalhada da sua história, clica aqui.

As ilhas do arquipélago foram divididas em três grupos geográficos: o Grupo Oriental, composto por Santa Maria e São Miguel, o Grupo Central integra as ilhas Terceira, Graciosa, São Jorge, Pico e Faial, e o Grupo Ocidental constituído pelas ilhas Corvo e Flores. Os Açores, juntamente com os arquipélagos da Madeira, Canárias e Cabo Verde definem a região biogeográfica da Macaronésia, designação que significa “ilhas afortunadas”, para quem as habita e quem as visita.

Fonte: www.visitazores.com

 

O que vamos poder encontrar no Viajário Ilustrado sobre os Açores?
Um pouco de tudo!

Experiências, gastronomia, trilhos e novidades! Em especial, iremos partilhar várias formas de viver tipicamente açorianas 🙂

Se tiveres alguma ideia, desafia-nos!

 

Introducing the Azores is one of the biggest challenges I could have being a local that knows this islands for decades.

“In a mix of memories, passion and emotion, the Viajante ilustrador (our photographer) dedided to create a parallel section to the blog’s chronicles, with a english version, and it will look forward to present the Azores in the perspective of the locals that live here (like to say, as a native)! Let’s go :)”

 

What is the meaning of being azorian?

The azorians have always had their own identity, one that distinguishes them from the rest of the portuguese population.

The Azores, more than a alma mater, represent a force of nature that emerged against the elements, resulting in nine astonishing islands, with their own characteristics and marked personality.

With the discovery of the islands, between 1427 and 1452, and their colonization, between 1439 and 1485, the remoteness from the portuguese mainland forced the islanders inhabitants to live in isolation, where a community solidarity and catholic religion assumed major roles in the definition of the way of living and deepend traditions, where agricultura and fishing allowed a base of subsistence. For this reasons, today the Azores are one of the outermost regions of the European Union, with characteristics of remoteness, insularity and small dimensions. This poses constraints in a climate level, transport systems, as a well as what comes to the access to the fullness of goods and services.

For generations, resilience and the will to change reached amazing results. Com the institutions of a democratic regime in the country, in 1975, the essential infrasctructures (harbours, airports, health and educational systems) developed in each island and the private markets started the first moves. Since the liberalization of the airspace, in 2015, tourism has grown like never before, and new paradigms, opportunities and challenges have emerged.

Being azorian is to be a force of nature, is to have a unique passion for our islands and their traditions.

To visit the Azores is also important to assimilate this background and accept it’s imperfections.

 

Azores archipelago – 9 islands

 

 

All the nine islands of the Azores archipelago, located in Portugal, are volcanic origin and are located in the North Atlantic, scattered along a 600 km stretch of ocean from Santa Maria to Corvo, approximately between 37° and 40° north latitude and 25° and 31° west longitude. According to 2011 data, 246,772 people live in this island territory that covers 2,325 sq.km, distancing 1,600 km from mainland Europe (Portugal) and 2,454 km from the North American continent (Canada).

The Azores are an autonomous region with political and administrative freedom.

The islands of the archipelago are divided in three geographical groups: the Eastern Group, comprising Santa Maria and São Miguel, the Central Group, including Terceira, Graciosa, São Jorge, Pico and Faial, and the Western Group, composed by Corvo and Flores. The Azores, along with the archipelagos of Madeira, Canary Islands and Cape Verde, constitute the biogeographic region of Macaronesia, a name which means “fortunate islands” for those who live there and visit them.

 

Source: www.visitazores.com

 

What will we find in Viajário Ilustrado about Azores?

A bit of everything!

Experiences, gastronomy, trekking and news! In special, we’ll share several azorian ways of living 🙂

If you have any ideia, please challenge us!

 

Deixe um comentário

error: Conteudo protegido !