28 Dezembro, 2015

Carlos, o viajante ilustrador

By In Notícias

com a bruma nas veias, e do longe da insularidade, avistou no mar uma miríade de futuros.
ao pôr do sol, montava e desmontava sonhos até que decifrou que o seu rumo assentava na descoberta da complexidade do mundo e das relações entre os povos.
na sua alma guardava a chave da sua expressão: a fotografia.
e dizem que nunca mais parou!

Deixe um comentário

error: Conteudo protegido !